Exclusivo: demissões na UEG não vão ficar só nas 300 em julho. Os cortes continuarão de forma escalonada

O desmanche da UEG começa agora em julho de forma irreversível, seguindo apurou o G24H. No primeiro decretão de demissão em massa., agora em julho,serão desligados 300 professores e servidores. Os cortes continuam depois de forma escalonada, começando com 150 professores, mas não definiram os critérios, pois vão analisar por Câmpus. Os demais seriam desligados no final do ano. Os servidores temporários da limpeza serão terceirizados a partir de julho. E também serão desligados 150 servidores técnicos administrativos temporários em julho.