Assembleia, agora: Lêda Borges se coloca contra matéria que autoriza Goiás ao Regime de Recuperação Fiscal

A deputado Lêda Borges (PSDB) subiu à tribuna para discutir matéria do Governo  que autoriza o estado a aderir ao Regime de Recuperação Fiscal durante sessão extraordinária desta quarta-feira, 3. Ela reiterou seu posicionamento contrário ao projeto de lei.

“Desde o início eu me coloquei contrária a essa matéria porque tecnicamente essa matéria é desnecessária. A lei complementar 159/17 é clara ao tratar que para o estado declarar recuperação fiscal é necessário apresentar um plano de metas”, disse.

A parlamentar também falou que a matéria que trata da recuperação fiscal é uma forma de afundar o Estado.“Esta lei que vocês estão aprovando nesta casa, está colocando um selo no estado dizendo que é terra arrasada, que o Estado não precisa de empresas novas, que os funcionários podem ficar sem pagamento. Esse selo é pela vontade pessoal que o Caiado tem de o Estado estar um caos. Entretanto ele está inaugurando, entregando e colhendo louros sem fazer planejamento para o futuro. Com essa lei, a Assembleia ajuda a afundar Goiás e não a recuperá-lo”, afirmou.