Reforma, não: para economizar R$1 tri, reforma tira direitos, mas concede isenções a empresas

Sob o argumento de que há um déficit na Previdência Social, a reforma retira direitos dos trabalhadores para economizar R$ 1 trilhão. Enquanto isso empresas e grandes produtores recebem isenções fiscais que ultrapassam a cifra a ser economizada.
Durante a votação da reforma na comissão especial da Câmara, na madrugada desta sexta-feira (05), a bancada ruralista articulou para manter o benefício aos grandes produtores. Com isso, a Previdência vai deixar de arrecadar R$ 80 bilhões em dez anos.

Enviado do meu iPhone  Reforma, não: para economizar R$1 tri, reforma tira direitos, mas concede isenções a empresas

Sob o argumento de que há um déficit na Previdência Social, a reforma retira direitos dos trabalhadores para economizar R$ 1 trilhão. Enquanto isso empresas e grandes produtores recebem isenções fiscais que ultrapassam a cifra a ser economizada.
Durante a votação da reforma na comissão especial da Câmara, na madrugada desta sexta-feira (05), a bancada ruralista articulou para manter o benefício aos grandes produtores. Com isso, a Previdência vai deixar de arrecadar R$ 80 bilhões em dez anos.