Desgastada, desmoralizada e fracassada como secretária de Economia de Caiado, Cristiane Schmidt toma doril

Ela chegou em Goiás com, ares de superioridade, arrogância e sabe-tudo. Danou a falar cedo, à tarde e à noite, como professora para um banco de capiaus. Discípula de Paulo Guedes, iria abrir as portas de Brasília para Goiás. Ao mesmo tempo, como gênio das finanças e dama de ferro, iria consertar e equilibrar as contas do governo goiano. Ganhou status de supersecretária. O tempo, sempre ele, porém, cuidou desfazer a farsa e desmascarar a forasteira. Estamos falando de Cristiane Schmidt, que se consolida como o maior fiasco da legião de forasteiros que Caiado colocou na equipe dele. Ao longo destes seis meses, a situação do caixa piorou, o desequilíbrio aumentou, o pagamento dos salários atrasou, o governo não economizou, a ajuda de Brasília não veio e ninguém sabe para onde foi o R$ 1 bilhão que o estado arrecadou a mais neste período.
Agora, desgastada, desmoralizada e fracassada como secretária de Economia de Caiado, Cristiane Schmidt toma doril. Mas o servidor, o empresário e a população pagam a conta da inexperiência da moça do nariz arrebitado, que adora dar lições aos goianos e arrastar o SSS no irritante carioquês.