Por que a Polícia Civil não levou Felipe Araújo ao IML quando ele recusou o bafômetro?

O cantor sertanejo Felipe Araújo, de 24 anos, foi encontrado por uma viatura da SMT dormindo dentro do seu carro de luxo em uma das pistas da Jamel Cecílio por volta das 9 horas da última quinta-feira. A Polícia Militar pediu a ele que soprasse o bafômetro, mas o cantor – que não tem CNH – se recusou. Mesmo assim, a delegada Adriana Fernandes, da Polícia Civil, abriu mão da sua obrigação de encaminhá-lo ao Instituto Médico Legal (IML).

Adriana argumentou à TV Anhanguera que Felipe não apresentava sinais típicos de embriaguez. Felipe disse para ela que dormiu no carro porque estava passando mal e que não havia ingerido álcool na madrugada anterior. Ora, você acreditaria nisso se estivesse no lugar da delegada? Qualquer pessoa com o mínimo de bom senso e cautela obrigaria o irmão do falecido cantor Cristiano Araújo a passar no IML.

A pergunta é: a delegada teria agido com a mesma parcimônia se o motorista em questão não fosse famoso? Onde está o governador Ronaldo Caiado (DEM), que na campanha eleitoral prometeu que a lei agiria com o mesmo rigor sobre todos, de modo a coibir malfeitos?

O governador da voz grossa afinou.