Henrique Arantes debocha de Caiado e diz que cargo de vice-líder não existe no regimento da Assembleia

O deputado Henrique Arantes (PTB) disse no pequeno expediente que se sentiria embaraçado se fosse o deputado Zé Carapô ao ser indicado vice-líder do governo, cargo não previsto no Regimento Interno da Assembleia Legislativa. Conforme disse o parlamentar, a figura de vice-líder existe apenas em relação às lideranças partidárias.

“O governador Ronaldo Caiado encaminhou ofício para a Mesa Diretora, colocando que, pela vontade dele, nomeava como vice-líder do governo o deputado Zé Carapô. Não sei como o parlamentar reagiu, mas eu ficaria embaraçado, porque esse cargo não existe no Regimento Interno. No capítulo que trata das lideranças, é possível que se tenha um líder e vice-líder de bancada. O governador pode indicar o líder do governo; como o governador não é bancada ou partido, não caberia a figura do vice-líder”, afirmou o deputado.

Henrique Arantes disse que a indicação de vice-líder seria um erro primário do governador, considerando sua trajetória política com mais de 20 anos como parlamentar. Para ele, Ronaldo Caiado deveria saber como funciona o Parlamento goiano e não opinar sobre assuntos dos quais não têm conhecimento.

“O governador não é partido ou bancada. Indicar vice-líder nesta Casa é erro primário, ainda mais vindo de um homem que foi parlamentar por mais de 20 anos. O governador, que foi um grande orador enquanto deputado e senador, deveria ter pleno conhecimento sobre o funcionamento de uma casa legislativa e não deveria opinar sobre assuntos dos quais não tenha conhecimento. Vou encaminhar para ele uma cópia do Regimento Interno com a seguinte dedicatória: ‘Leia este livro e o deixe na cabeceira da cama para ter domínio das normas de como funciona a casa legislativa goiana’”, disse o deputado.