Ministério Público exige que Enel pague R$ 5 milhões em indenização por dano moral coletivo

Considerada a pior concessionária do Brasil por cinco anos consecutivos, a Enel Goiás sobre agora ação do  Ministério Público de abriu ação por prestar serviços de má qualidade, comprometendo o abastecimento e a dinâmica dos consumidores em geral. Na ação, a promotora de Justiça Maria Cristina de Miranda pediu ainda indenização de R$ 5 milhões a título de danos morais coletivo. O dinheiro deve ir para o Fundo Estadual de Defesa do Consumidor.