Promotores acusam omissão de Caiado com agricultores que tiram água do Meia Ponte: só 1 multa foi aplicada desde 16 de agosto

Em ação conjunta, sete promotores requereram à Justiça a suspensão imediata das outorgas de uso de recursos hídricos da Bacia do Meia Ponte. Estes promotores dizem que é urgente uma medida dura do poder Judiciário porque o governador Ronaldo Caiado (DEM) e a secretária estadual de Meio Ambiente, Andrea Vulcanis, estão sendo omissos com os agricultores que captam água do rio em horários e volume proibidos. O Ministério Público argumenta que desde o dia 16 de agosto só uma multa foi aplicada, o que mostra que a fiscalização faz vistas grossas. 

A ação é assinada pelos promotores de Justiça Maria Cristina de Miranda (área do Consumidor em Goiânia); Alice de Almeida Freire (área do Meio Ambiente em Goiânia); Élvio Vicente da Silva (Meio Ambiente de Aparecida); Reuder Cavalcante Motta (Consumidor de Aparecida de Goiânia); Francisco Bandeira de Carvalho de Melo (Meio Ambiente de Trindade); Renata de Matos Lacerda (Consumidor e Meio Ambiente de Goianira), além do coordenador da Área de Meio Ambiente e Consumidor do Centro de Apoio Operacional, Delson Leone Júnior.