Secretária de Meio Ambiente de Caiado ataca Ministério Público: “omite e manipula dados”

Em entrevista à rádio Sagres 730, a vulcânica secretária de Meio Ambiente do governo Caiado, Andrea Vulcanis, despejou artilharia em cima do Ministério Público, a quem acusou textualmente de “omitir e manipular dados”.

O que levou Vulcanis a cuspir marimbondos foi a ação do MP que diz que o Estado é omisso na fiscalização e aplicação de multas contra agricultores que realizam captação ilegal de água do Meia Ponte. Com base na premissa que o governo Caiado não faz o que deve, o MP pediu a suspensão total das outorgas de captação do Meia Ponte que não sirvam à sobrevivência de pessoas e animais. 

“Estamos mobilizando os produtores desde março para orientar os irrigantes e só uma mínima parte deles descumpre as normas”, disse a secretária para explicar por que é baixo o número de multas. “As multas caíram porque as infrações também caíram. Os produtores estão contribuindo, tanto que mantivemos a curva de vazão do rio.”