Nota de Caiado diz que interventor da UEG ficará no cargo “pelo tempo necessário” e adia eleição para reitor por tempo indeterminado

Cheiro de golpe na Universidade Estadual de Goiás (UEG): na nota divulgada sexta-feira para anunciar a nomeação do procurador Rafael Borges para cargo de reitor interino da UEG, o governador Ronaldo Caiado (DEM) toma o cuidado de dizer que ele “ficará pelo tempo que for necessário” e adia por tempo indeterminado a eleição para reitor da instituição. É bom a comunidade acadêmica abrir o olho. Confira a nota.