Em mensagem ao GO24H, vereador Felisberto diz que Caiado o fez sentir-se “primo 1° de um vira-lata, e não de um cachorro como Balú”

O vereador Felisberto Tavares (PR) enviou mensagem ao Goiás 24 Horas para fazer uma pequena, mas importante correção na nota que o blog publicou sobre o seu pronunciamento desta quarta-feira, em que ele sentiu-se “primo 1° de um cachorro” ao ter o celular confiscado na antevéspera do governador e dispensado três horas depois, porque a audiência com Caiado não ia acontecer. Felisberto diz: “eu me senti primo 1° de um vira-lata, e não de um cachorro como Balú [cão da primeira-dama Gracinha]. Se eu fosse primo 1° do Balú eu teria portas abertas”.