Ao GO24H, vereador Felisberto lamenta tratamento que recebeu de Caiado: “fui pedir nada para mim, não. Ele que prometeu para o povo”

Em mensagem ao Whatsapp do Goiás 24 Horas, o vereador Felisberto Tavares (PR) lamenta o fato de ter tomado chá de cadeira de três horas na antessala do governador, ter o telefone confiscado e depois saber que a audiência foi cancelada. “Lamentável. Eu não fui pedir nada para mim, não. Desprezo pelo cargo que ocupo. Ele esteve na reunião, prometeu, e sequer me recebe para ouvir o feedback”.