Para esconder fracasso em articulação por vaga no Conselho de Ética do Senado, Vanderlan diz que queria mesmo era suplência

O goiano Vanderlan Cardoso (PP) fracassou na tentativa de conseguir um assento no Conselho de Ética do Senador, que julgará uma representação dele contra Jorge Kajuru. Mas para disfarçar o fato de que não tem força em Brasília, Vanderlan afirmou ao jornal O Popular deste sábado que o que ele queria mesmo era a suplência e que, portanto, não houve “expectativa frustrada”. Só rindo.