CPI dos Incentivos Fiscais: Aidar quer acabar também com o chamado crédito-moeda

Relator da CPI dos Incentivos Fiscais, o depurado Humberto Aidar quer acabar também com o chamado crédito-moeda. É mais uma modalidade de incentivos fiscal concedido pelo estado para a empresa beneficiada adquirir terrenos ou construção de plantas industriais. Esse tipo de regalia não exige contrapartida da empresa. Segundo Aidar, “é praticamente dinheiro do estado doado às empresas. Isso tem de acabar”, diz ele Pelo menos três das dez empresas ouvidas pela comissão tiveram acesso ao credito-moeda: Pif Paf, Novo Mundo e São Salvador Alimentos, do empresário Zé Garrote.