Motoristas de Uber fecham Jamel Cecílio em protesto a morte de colega. Caiado não toma providência

Centenas de motoristas de Uber pararam os seus carros em uma das vias da Jamel Cecílio e interromperam o trânsito nesta segunda-feira. Exigem mais policiamento depois do assassinato do colega Carlos Augusto dos Santos Lopes, de 25 anos, ocorrido no dia 25 de outubro. O governador Ronaldo Caiado (DEM) e o secretário forasteiro de Segurança Pública, Rodney Miranda, não se manifestaram. Assista ao vídeo.