(Vídeo) Sintego diz que governo Caiado não quer garantir reajustes, progressões e piso salarial

O Sintego teve mais uma reunião improdutiva com a secretária Fátima Gavioli. No debate, o pagamento de progressões, piso salarial e data-base. Porém, a situação é crítica. O governo Caiado não sinaliza boa vontade em garantir os direitos dos servidores. Caiado, por exemplo, quer pagar o piso salarial apenas para quem ganha abaixo de R$ 2,5 mil. O Sintego não concorda e diz que é um achatamento da carreira de professor.

Veja abaixo o vídeo: