Por conta da perseguição de Caiado, professores da rede pública dizem que o mês de dezembro é de luto para a Educação em Goiás

Sob intensa perseguição do governo Caiado, professores da rede pública anunciam que o mês de dezembro é de luto para a categoria em Goiás.

Além da nova PEC que reduz o orçamento da Educação, Caiado também não honrou o piso salarial e a data base,  acabou com professores de apoio pedagógico, e encaminhou duas reformas para Assembleia que retiram conquistas como quinquênio e licença prêmio.

E vem mais maldades por aí, afirmam os professores.