Maia diz que denúncia contra Glenn é ameaça à liberdade de imprensa: ‘Jornalismo não é crime’

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou em tregistro no Twitter a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept.

“A denúncia contra o jornalista @ggreenwald é uma ameaça à liberdade de imprensa. Jornalismo não é crime”, postou Maia. “Sem jornalismo livre não há democracia”, completou.

A denúncia virou alvo de críticas de outras autoridades, como o ministro Marco Aurélio Mello, do STF. Para o magistrado, a ação é problemática e perigosa. “É um problema quando você pratica atos que afetam a liberdade de expressão. É problemático”, disse.

Em nota, a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) disse que, com a ação, “o MPF ignora a Constituição Brasileira, que assegura a liberdade de imprensa”, e “ignora também decisão de 2019 do Supremo Tribunal Federal que determinou que o jornalista não fosse investigado no âmbito da Operação Spoofing, da Polícia Federal”.