Na Assembleia, Cláudio Meirelles começa o ano apontando ‘mensalão’ no governo Caiado

O deputado Cláudio Meirelles (PTC) iniciou o ano na Assembleia apontando a existência de “mensalão” no governo Caiado.

Fala-se muito sobre os mensalões em Brasília, mas não sei qual a diferença entre aquele mensalão e o mensalão do Caiado. Lá, dava-se dinheiro em espécie em troca de votos. Aqui, dá-se cargos em troca de votos de deputadoa”, disparou. 

Em seguida, detalhou: “Dar condições para que o deputado possa contribuir com o Estado por meio da indicação de cargos é um ato político, mas o toma lá dá cá, na forma de troca, aí está o erro”.

Para Meirelles, o governador não percebeu que os tempos mudaram. “Aqui na Alego ninguém tem medo dele. Daqui uns dias, nem respeito terão por ele”, sublinhou.

Meirelles disse que ao final de seu governo, Caiado não poderá sequer andar pelas ruas de Goiás. “Ele brigou com todo mundo, com os servidores, professores, empresários, e certamente será xingado. Eu até orava por ele, mas ele não merece nem oração”, finalizou.