Lêda Borges diz Caiado foi machista e prepotente na reabertura da Assembleia

A deputada Lêda Borges (PSDB) foi a segunda a subir na tribuna durante a Ordem do Dia da sessão ordinária desta terça-feira, 18, e usou seu tempo para fazer críticas ao pronunciamento do governador Ronaldo Caiado (DEM), na abertura dos trabalhos legislativos na última segunda-feira.

“Aguardávamos um discurso conciliador de reconhecimento à importância do Legislativo para o superávit do Estado superior a R$ 6 milhões em 2019. Porém, mais uma vez, ouvimos um discurso hostil, ameaçador e prepotente do Chefe do Executivo”, lamentou.

Lêda criticou a forma como Caiado se referiu às forças de segurança. “A minha polícia, meus policiais, meus homens. Essa fala demonstra o machismo do governador que esqueceu de todas as mulheres que compõe as forças de segurança”, concluiu.