Para gerenciar hospital de campanha, que funcionará no Hospital do Servidor, construído por Marconi, Caiado escolhe OS selecionada pelo ex-governador

O governador Ronaldo Caiado (DEM) tenta um lugar ao sol, mas faz uma gestão medíocre e não consegue sair da sombra do ex-governador Marconi Perlllo (PSDB).

Agora mesmo, Caiado acaba de escolher a Associação Goiana de Integralização e Reabilitação (Agir) para gerenciar hospital de campanha destinado ao enfrentamento da Covid-19 em Goiás.

A OS Agir foi selecionado pelo ex-governador Marconi Perillo (PSDB) para gerir duas outras importantes unidades de Saúde e marcos do governo passado: o Centro Estadual de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer) e o Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol).

A contratação em caráter emergencial emergencial foi publicada no Diário Oficial do Estado na última sexta-feira (20).  De acordo com o despacho da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO), a contratação por um período de até 180 dias tem o valor estimado de R$ 57.759.449,04.

O Hospital do Servidor, que será transformado em Hospital de Campanha, tem capacidade prevista para 222 leitos. o local foi anunciado pelo governo de Goiás como unidade de retaguarda para o tratamento de pacientes graves infectados por coronavírus. De acordo com o anúncio oficial, ele abrirá com 40 leitos.

Nem precisa dizer que o Hospital do Servidor , cuja obra Caiado tenta usurpar, como a Policlínica de Posse, é outra realização implementada pelo governo passado.