AD

MP estipula prazo 30 dias para Goinfra recuperar GO-438, em Santa Rita do Novo Destino

O Ministério Público de Goiás (MP-GO), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Barro Alto, estipulou ao presidente da Goinfra, Pedro Sales, prazo de 30 dias para recuperar trecho da rodovia GO-438 entre o município de Santa Rita do Novo Destino e os distritos de Verdelândia e Placa. Na recomendação, o promotor de Justiça Tommaso Leonardi destaca que “é pública e notória a situação intransigível e intrafegável da estrada neste trecho”.

Ele acrescenta que as péssimas condições da via, além de causarem prejuízos de ordem econômica, têm colocado em risco a vida e a incolumidade física de um número indeterminado de pessoas que dela se utiliza todos os dias. É apontado ainda que tanto o relatório elaborado pelo oficial de Promotoria quanto o ofício expedido pelo município de Santa Rita do Novo Destino comprovam que não existe outro caminho para os moradores dos povoados de Placa e Verdelândia se deslocarem até a cidade de Santa Rita do Novo Destino, fato que pode gerar até a impossibilidade de prestação de socorro em caso de emergência.

Negativa da Goinfra
Tommaso Leonardi relata ainda que, mesmo após oficiada, a Goinfra manteve-se inerte, informando que “não há previsão para concluir os serviços de manutenção” da rodovia. E que não havia, no momento, nenhuma previsão de pavimentação do trecho.

O promotor reitera que a rodovia é meio de locomoção para ambulâncias que efetuam o transporte de pacientes que não encontram recursos médicos necessários na região, além de servir para o escoamento da produção.

Acompanhamento
Foi instaurado, também, procedimento administrativo com o objetivo de acompanhar a política pública de segurança relacionada à melhoria das condições de trafegabilidade da GO-438, no trecho que liga a cidade de Santa Rita do Novo Destino aos distritos de Verdelândia e Placa.