Lorota: Caiado mente para justificar decreto de nova quarentena em Goiás

O governo Caiado tentou comprar 300 mil kits de testes de coronavírus, mas desistiu por conta de um rolo monumental: a empresa que venderia os kits não tinha a menor condição de atender o pedido e funcionava no fundo do quintal de um barracão de bairro periférico de Goiânia.

Essa foi, na verdade, a única tentativa de Caiado de adquirir equipamentos para enfrentar a crise do coronavírus.

Uma compra superfaturada com sinais claros de corrupção, que resultou numa intervenção branca na Secretaria de Saúde e consequente esvaziamento do titular da pasta, Ismael Alexandrino.

Esse papo de compra da China de Caiado é pura lorota: o governo de Goiás nunca fez nenhum pedido de equipamentos para o gigante asiático.