Caiado é insensível ao empresariado e não pensa nos empregos dos goianos”, denuncia Talles Barreto

Em entrevista ao programa Goiás em Debate, o deputado estadual Talles Barreto (PSDB) criticou a articulação promovida pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) na Assembleia Legislativa para derrubar a emenda do deputado tucano que auxiliar financeiramente os empresários, enquanto durasse o estado de calamidade em Goiás. Líder da Oposição, Talles apresentou emenda ao projeto de flexibilização do Fundo Protege, onde pedia suspensão da cobrança de 15% dos benefícios fiscais durante a pandemia. “Isso demonstra o quanto Caiado é insensível ao empresariado e não pensa nos empregos dos goianos”, denuncia.
Alegando que a medida diminuiria a forte escalada dos índices de desemprego em Goiás, por conta da retração econômica provocada pela pandemia ao Coronavírus, Talles afirmou que Caiado poderia auxiliar os empresários para garantir a manutenção dos postos de trabalho. “A dignidade é o emprego. O governo do Estado, o governo do município de Goiânia têm que trabalhar diuturnamente para que as empresa preservem o seu emprego”, pondera. “Preservando o emprego, preserva a dignidade, o respeito com sua família, e isso o governo não está fazendo. Nem o governo estadual, muito menos o governo municipal”, aponta.
Para o parlamentar, o prefeito Iris Rezende (MDB) está omisso no combate ao Coronavírus e também não tem trabalhado para estimular a economia da capital. “Não se discutiu o parcelamento de um imposto municipal. Os empresários estão desesperados. A prefeitura não dá uma sinalização nenhuma sobre como vai ficar, porque ninguém tem dinheiro. Estamos assistindo uma ausência do prefeito nessa realidade que estamos vivendo hoje de pandemia e uma irresponsabilidade do governo do Estado”, reclama. “Isso você cuida mantendo o emprego das pessoas que trabalham, por exemplo, na Creme Mel, que perderam [seus empregos]. Só na Mabel, em Aparecida, são 3,5 pessoas que vão perder seu emprego”, frisa.