Caiado teria se encrencado com Rodney por causa de parentes que estariam fazendo negócios no governo

Pessoas ligadas ao governo Caiado relatam ao Goiás24Horas fatos que relacionados à demissão de Rodney Miranda.

Segundo essas fontes, Caiado teria antecipado há mais de 30 dias que poderia fazer a substituição do secretário de Segurança Pública .

O motivo teria sido um alerta feito ao governador por Rodney de que pessoas próximas a Caiado, inclusive familiares, estariam usando a proximidade com o palácio para fazer negócios em vários setores do governo, especialmente na Secretaria de Educação, Detran , Ipasgo e Goinfra.

Essas pessoas teriam sido monitoradas pela secretaria de Segurança Pública, que teria identificado ações delas no padrinhamento de empresas para obtenção de contratos com o governo.

Ao invés de pedir para que o secretário aprofundasse as investigações, Caiado teria dito a Rodney que não acreditava nos relatos.

Em seguida, o governador teria começado a desestabilizar Rodney, chegando ao ponto de pedir que Jorge Caido mandasse o áudio-bomba a Rodney.

Depois disso, teria organizado um movimento de secretários e deputados em defesa de seu primo Jorge Caiado para inviabilizar a permanência de Rodney no governo .

Assim Caiado, afastou Rodney e conseguiu abafar as investigações que comprometeriam gente ligada a ele.