Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Anápolis critica Caiado

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Anápolis, Reginaldo Faria, manifestou preocupação da categoria com o lockdown decretado pelo governador Ronaldo Caiado.

Para o sindicalista, o fechamento intermitente defendido por Caiado – no qual somente o essencial ficará aberto e o demais alternarão por 14 dias – é inviável, quebrará as empresas e causará desemprego em massa.

“Os empresários estão fazendo a parte deles, mas o governador não”, denuncia o sindicalista, que pede a retirada de impostos como medida. “O empresário não aguenta mais.”