Prefeito de Orizona protesta contra governo Caiado: “Tomaram uma decisão sem nos ouvir”

O prefeito de Orizona,  Joaquim Marçal, repudiou a ação que consideerou arbitrária do governo estadual, que transformou a Unidade Prisional do município em prisão feminina regional.
Segundo o gestor, os detentos foram transferidos sem nenhuma comunicação de Orizona para cidades com distância de até 300 quilômetros.
“Tomaram uma decisão sem ouvir os poderes municipais e tão pouco a comunidade que construiu a Unidade Prisional.”, assinalou.

Veja a bronca do prefeito:

 

Tenho recebido mensagens e telefonemas de líderes, pastores, amigos e sobretudo de familiares indignados com a ação…

Posted by Joaquim Marçal on Tuesday, July 28, 2020