José Nelto: “Podemos vem forte para se consolidar como partido grande nas eleições de 2020 em Goiás”

De nanico a “grandão”, Podemos quer confirmar presença forte nas eleições

O Podemos era nanico, mas cresceu e hoje conta com uma ampla representatividade na política. São 10 senadores (a segunda maior bancada do Senado Federal), 11 deputados federais e 24 deputados estaduais. O número de filiados também não fica atrás. Se em 2016 o partido contava com pouco mais de 160 mil filiados no Brasil e 9 mil em Goiás, em 2020 o número de filiados subiu para mais de 400 mil e 30 mil, respectivamente.

O partido promete chegar forte para as eleições municipais deste ano e os números endossam isso. No total, 67 pré-candidatos estão confirmados para serem lançados ao redor do Estado. Quanto a vereadores, serão mais de 800 candidaturas.

Presidente do partido em Goiás, o deputado federal José Nelto acredita que a expansão do Podemos pode ser explicada pela ação da bancada do partido no Congresso Nacional que, segundo ele, atua fortemente no combate à corrupção.

“Eu tendo a liderança do partido na Câmara, o senador Álvaro no Senado e as pautas que nós assumimos lá em Brasília são pautas da população brasileira. Temos trabalhado muito para transformar a corrupção em crime hediondo e também na defesa da democracia, da liberdade de imprensa e fim da burocracia do Estado”, conclui.

De acordo com Nelto, o Podemos não contava com nenhum prefeito, quadro que hoje é diferente. Gestores de grandes municípios como Adib Elias, de Catalão, e Divino Lemes, de Senador Canedo, deixaram suas antigas siglas e migraram para o partido de José Nelto.

“Crescemos em todo o estado e, com certeza, vamos lançar candidatura própria a governador em 2022”, sublinhou Nelto.