Urso Robinho ganha na Justiça liberdade do Zoológico de Goiânia

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) concedeu   liminar libertando o urso Robinho do Zoológico de Goiânia, O animal agora será encaminhado para o Santuário Rancho dos Gnomos, na região serrana da cidade de Joanópolis, em São Paulo.

A ONG Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal travou uma batalha na Justiça durante um ano para conseguir a libertação de Robinho, que vive há 16 anos em cativeiro.

Em decisão de segunda instância o desembargador Sebastião Fleury destacou que “o Urso Robinho nasceu em cativeiro, estando no Zoológico desde o seu nascimento, todavia, isso não desconfigura a sua condição de animal, cujo ambiente natural encontra-se nos países da América do Norte e da Europa, com clima mais ameno. Outrossim, é cediço para aqueles que vivem em Goiânia que o clima é sempre de muito calor, durante quase todo ano, além de seco, como nesta época, com elevadas temperaturas, a partir do mês de agosto e calor extenuante.”

O desembargador concluiu que “o animal em questão está submetido  à ambiente  diversamente oposto ao seu habitat natural” e determinou a imediata transferência do urso para o seu novo lar. Lá ele será alojado em recinto individual de dois mil metros quadrados, com piscina de água corrente, árvores, caverna artificial e sem visitação pública, com a possibilidade de convivência com outros dois ursos resgatados que já residem no Santuário.