Em artigo, Lissauer destaca importância da tecnologia para a continuidade dos trabalhos legislativos

As ações adotadas pela Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) para o retorno das atividades parlamentares foram destacadas em artigo publicado pelo chefe da Casa de Leis no site oficial da Unale
Em artigo publicado no site da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) na última terça-feira, 18, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB), ressalta o papel do Parlamento goiano diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), evidenciando a adoção da tecnologia para a continuidade dos trabalhos parlamentares, especialmente, durante o período de suspensão das atividades presenciais na Casa de Leis.
Também à frente do Colegiado de Presidentes das Assembleias Legislativas do Brasil, Lissauer destaca em sua análise os reflexos provocados pela pandemia nos Legislativos estaduais e a forma encontrada pelo Parlamento goiano para dar sequência às discussões e deliberações de projetos importantes, sobretudo, àqueles voltados para a enfrentamento da doença, mesmo com sessões ordinárias presenciais interrompidas.
Considerada por ele como um “legado” ocasionado em razão da pandemia, as sessões remotas foram uma das formas adotadas pela Alego para a manutenção dos trabalhos legislativos. Conforme apontado pelo presidente Lissauer em seu artigo, a Assembleia goiana foi a segunda Casa Legislativa do País a implantar o sistema de deliberação virtual, atrás somente do Senado Federal que, inclusive, foi parceiro na viabilização do trabalho on-line.
Lissauer comentou ainda que os resultados obtidos com o sistema remoto foram surpreendentes e que a expectativa é de que a Alego realize sessões mistas em breve. “Atualmente, já temos discutido a possibilidade de realizar as sessões mistas, proporcionando ao deputado a escolha de sua participação: presencial ou on-line”, argumentou, na publicação.
Por fim, o chefe da Assembleia Legislativa de Goiás salienta que, aos poucos e seguindo todas as recomendações das autoridades da saúde, o trabalho presencial das seções administrativas foi retomado. Segundo ele, apesar da escala reduzida de servidores, o Poder Legislativo goiano tem alcançado bons resultados e trabalhado para se readaptar, da melhor forma possível, a essa nova realidade enfrentada pelos goianos e por todos os brasileiros.
Clique para ler a íntegra do artigo de Lissauer: