Pirenópolis: prefeitura vai multar em R$ 1 mil turistas por aglomeração e banho de rio na cidade

A prefeitura de Pirenópolis estabeleceu multa de R$ 1 mil por pessoa em casos de aglomeração no município. A medida foi instituída por decreto assinado nesta sexta-feira (21) pelo prefeito João do Léo. Pela redação do documento, é considerada aglomeração a reunião de cinco ou mais pessoas sem a observância de distanciamento mínimo de dois metros. A assessoria de imprensa da prefeitura informou que três equipes de fiscalização estarão trabalhando para garantir o cumprimento da norma. Portanto, haverá agentes atuando 24 horas por dia.
Também está proibido o banho no perímetro urbano do Rio das Almas. Em um informativo, a administração municipal pede que os visitantes cumpram regras básicas para a segurança sanitária, como uso de máscaras, distanciamento e higienização.
A prefeitura informou que os atrativos que estão certificados permanecem abertos, seguindo todas as regras sanitárias. Pousadas, hotéis e casas de pensão com certificação também funcionam. Na estimativa da administração, cerca de 30% da rede reabriu até agora. Algumas hospedarias optaram por não abrir e outras ainda não receberam permissão.
A cidade reabriu para turistas no último dia 14 de agosto. No primeiro fim de semana, foram registradas algumas aglomerações. Representantes do setor hoteleiro avaliaram positivamente a demanda na reabertura.