Mendanha exalta comprometimento de servidores e população no combate à Covid

O prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, atribuiu a situação estável da cidade no enfrentamento à Covid-19 ao engajamento dos servidores da Prefeitura nas ações realizadas para atenuar os efeitos da pandemia no município e a forte adesão da sociedade às medidas. Em declaração dada na segunda-feira (28) à TV Gazeta, Gustavo disse ter orgulho dos profissionais da Prefeitura de Aparecida pela competência, segundo ele, com que desempenham seu trabalho.

“Os nossos servidores da Prefeitura de Aparecida têm feito um trabalho extraordinário no combate à Covid. Desde os médicos e enfermeiros, que estão na linha de frente, aos profissionais da limpeza urbana e da segurança pública. Enfim, é nítido o comprometimento de todos os servidores nesse, que, com certeza, é o maior desafio que enfrentado na história recente de Aparecida de Goiânia”, afirmou Gustavo que disse que o sucesso se deve também ao comprometimento da população e dos empresários e comerciantes da cidade que aderiram a retomada responsável e escalonamento regional.

Com 118.756 testes do tipo RT-PCR (padrão ouro) realizados até este domingo (27), Aparecida já examinou 20% de sua população, estimada pelo IBGE em 590.146 habitantes. Todos os casos positivos são acompanhados pela Sala de Situação e pela Central de Telemedicina, estruturadas pela Secretaria Municipal de Saúde para garantir o isolamento dos positivados e prevenir a piora no quadro clínicos dos pacientes. De 32.551 casos positivos, Aparecida de Goiânia já registra 31.273 pacientes recuperados, mais de 96% do total de infectados.

Na entrevista, o prefeito Gustavo Mendanha declarou que Aparecida, ao final da pandemia, será uma cidade modelo para o Brasil no enfrentamento à Covid-19. “Nós teremos reconhecimento em nível federal”, projetou ele. A taxa de mortalidade por Covid-19 em Aparecida (1,33%) já é expressivamente menor que o índice nacional (3%).

Gustavo salientou ainda que, para ele, Aparecida tem sido muito bem-sucedida no combate aos efeitos econômicos da pandemia da Covid-19. “Nós não colapsamos a saúde, em nenhum momento. E mantivemos as empresas, as indústrias e o comércio aberto, claro, dentro do plano de escalonamento regional”, lembrou o prefeito.

Desde março, o município de Aparecida tem executado ações nas áreas da saúde, economia, assistência social, educação, trabalho e meio ambiente, por exemplo, buscando melhorar as condições de enfrentamento da população à Covid-19. Já de imediato foi criado o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Novo Coronavírus, com a determinação do fechamento ininterrupto, por 30 dias, das atividades econômicas consideradas não essenciais.

Para amenizar os efeitos econômicos da pandemia, foi anunciado pela gestão um pacote de ações na área tributária, como a suspensão, por 90 dias, da cobrança de todas as taxas municipais, além da postergação do vencimento do IPTU/ITU. Na área social, o município se antecipou em fornecer cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social, bem como marmitas e kits de higiene pessoal para moradores em situação de rua. E a Secretaria de Saúde de Aparecida começou a coletar amostras para serem analisadas no Laboratório Central de Goiás. Até aí, eram realizados cerca de 15 testes por semana.

A estrutura do Hospital Municipal de Aparecida (Hmap) foi reforçada com mais 90 novos leitos (30 de UTI e 60 de semi-UTI); e foram contratados 13 leitos de UTI na rede privada para ficar à disposição dos pacientes do SUS na cidade. Atualmente a cidade conta com 130 leitos de UTI. Com a destinação de R$ 50 milhões em recursos para as áreas de saúde e social, a Prefeitura de Aparecida contratou um laboratório privado para analisar os testes e amplia sua capacidade de testagem de 15 para 300 amostras semanais, com testes do tipo RT-PCR, considerados padrão ouro na detecção da Covid-19. Hoje são realizados mais de mil testes diários nas três UPAs e nos três drives-thru implantados na cidade.

“A retomada das atividades econômicas foi feita de forma responsável, com muito diálogo com os comerciantes e empresários. Desta forma, conseguimos implantar o isolamento social intermitente, por meio do escalonamento regional, baseado no modelo usado em Israel e que foi bastante positivo lá e também aqui. Hoje temos uma queda nas internações, e testamos a população em massa, para poder monitorar e isolar os casos positivos. Assim, com planejamento e ação, temos tidos bons resultados no enfrentamento à Covid-19”, finalizou o prefeito e candidato à reeleição, Gustavo Mendanha.