Projeto quer aumentar salário dos vereadores e do prefeito de Goiânia

O projeto de lei de autoria do vereador Milton Mercez altera os subsídios dos vereadores de Goiânia, do vice-prefeito e do prefeito de Goiânia para o período de 2021 a 2024, conforme a Lei Orgânica Municipal. Na justificativa, o vereador afirma que os valores estão sem qualquer reajuste desde 2008. Nos bastidores, os parlamentares reclamam que recebem bem menos que de outras cidades.

O salário do vereador de Goiânia, que está congelado há duas legislaturas e tem o valor hoje de bruno de R$15.634,64 (No Tribunal de Contas dos Municípios consta o valor de R$13.966,06).

Pelo projeto passará para o equivalente ao teto legal de 75% do valor do subsídio do deputado estadual de Goiás que hoje recebe R$25.322,25. Assim, o parlamentar passará a receber o equivalente a R$18.991,68. A diferença é de R$3.357,04. Em percentual o reajuste é de 21,47%.

Já o salário do vice-prefeito de Goiânia (R$18.155,99) passa a ser fixado como equivalente ao vencimento do vereador de Goiânia. Portanto, tem pouca alteração.

O subsídio do prefeito de Goiânia, que hoje está fixado em R$24.208,02, segundo o projeto, ficará fixado no valor igual ao que recebe o deputado federal de Goiás (R$33.763,00). O reajuste é de R$9.554,98. Em percentual, o reajuste é de 39,47%.

(Matéria do Diário de Goiás)