Iris Rezende é homenageado na Fecomércio

O prefeito Iris Rezende foi homenageado nesta quinta-feira (10/12) pelos seus 62 anos de vida pública na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Goiás (Fecomércio-GO). Durante a solenidade, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), disse que “Iris Rezende construiu a capital de Goiás”, durante homenagem aos nesta quinta-feira (10/12).

“Eu me atrevo a dizer que Pedro Ludovico fez a mudança da Capital, mas Iris Rezende construiu a capital do Estado de Goiás. Essa é a verdade! O carinho e conhecimento que vossa excelência tem de cada rua, de cada lugar, de cada bairro é algo impressionante.”, discursou o governador.

Comandada pelo presidente da entidade, Marcelo Baiocchi Carneiro, o Sesc Cidadania batizou com o nome do prefeito o auditório da unidade de Educação. Na entrada do auditório, foi aberta oficialmente a Exposição Permanente sobre a Trajetória Política e Administrativa de Iris.

O emedebista também foi homenageado com a Comenda do Mérito do Comércio em reconhecimento aos relevantes trabalhos prestados em seus 62 anos de vida pública. As filhas Ana Paula Rezende e Adriana Rezende também foram homenageadas. O Sistema Fecomércio Sesc Senac sediou, ainda, o lançamento do livro Iris Sob a Ótica de Observadores Especiais, de autoria de Luiz de Aquino, da Academia Goiana de Letras (AGL).

Marcelo Baiocchi elogiou a forma democrática com que Iris lida com a crise sanitária do coronavírus e fez elogios a sua importância para Goiânia e o Estado. “Essa homenagem é nosso reconhecimento à inestimável contribuição de Iris ao crescimento do nosso Estado. Goiás se orgulha por ter em seus quadros alguém como Iris. Maior homem público de Goiás, comparado a Pedro Ludovico e Juscelino Kubitschek. Todo legado de Iris converge para o desenvolvimento econômico e social”, disse.

Emocionado, Iris afirmou que sua carreira e seus atos administrativos só encontram explicação na área espiritual. Falou de sua trajetória, sua militância política aos 15 anos e lembrou o início da carreira política e do seu pai, Filostro Machado Carneiro. “Não vai começar muita coisa que não vai dar conta de terminar”, relembrou Iris, ao acrescentar que chorou quando viu seu pai na inauguração da pavimentação entre Britânia e Jussara no “meio da multidão”.

“Administração pra mim é com responsabilidade, administração voltada para melhorar a vida do povo, voltada à dignidade das pessoas mais humildes. Agradeço a Goiânia, pois tenho por essa cidade um afeto que nem sei explicar. Goiás e o Brasil não teriam me conhecido se não fosse Goiânia”, declarou Iris sob aplausos. Peço a Deus, nunca posso lhes decepcionar”, concluiu.

Auditório Iris Rezende Machado

Um grande painel fotográfico acima da denominação Auditório Iris Rezende Machado, com um grande retrato do mutirão das mil casas com Iris nos braços do povo. É o destaque da galeria em frente ao auditório do Sesc Cidadania, que agora leva o nome do prefeito. Ao longo do hall, mais fotos e objetos que remontam a história de um dos maiores políticos da história do país.

Aos todo, são oito grandes fotografias de momentos históricos lineares: Mutirão nos anos 60; capa do jornal Folha de Goiaz de 1º de fevereiro de 1966, que destacava “manhã de festa na posse do prefeito Iris Rezende”; Com as crianças no Mutirama; outra capa histórica, dessa vez em 15 de março de 1983, na posse do primeiro governo Iris; uma foto de uma das inaugurações do atual mandato, ao lado de seu neto Daniel Craveiros e uma foto do prefeito no gabinete compõem a exposição, que ocupa todos os cerca de 50 metros de hall.

Em quadros menores, objetos e documentos que ajudam a remontar o início, amadurecimento e dias atuais do líder. Dentre os documentos estão a ficha do aluno Iris na Escola Técnica de 1950, primeiro livro em que Iris foi capa, em 1967; jornais de campanhas e discos de vinis dos jingles históricos também completam a galeria fixa permanente de parte da história de Iris Rezende.