Metrópoles: dos quatro candidatos a presidência do Senado, Kajuru foi o que menos gastou a cota parlamentar

Os três candidatos à presidência do Senado Federal – Major Olímpio (PSL-SP), Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e Simone Tebet (MDB-MS) – consumiram, juntos, R$ 597.291,48 da cota parlamentar em 2020, ano de pandemia da Covid-19.

Contudo, o gasto do senador do DEM, de R$ 294.191,54, é quase o mesmo montante despendido dos outros dois concorrentes, juntos, R$ 303,099,94 — Olímpio usou R$ 183.702,57 e Tebet, R$ 119.397,37.

O senador Kajuru (Cidadania-GO) não gastou nada e em todas as suas rubricas o gasto é R$ 0.

Os dados foram levantados pelo site Metrópoles, com base no Portal da Transparência do Senado. Até sexta-feira (22), o gasto total de todos os parlamentares da Casa foi de R$ 18.612.050,50.