Ministério Público Eleitoral pede cassação de prefeito eleito e vice de Nova Glória

O Ministério Público Eleitoral (MPE) ingressou o pedido de cassação do prefeito Carlos Luiz de Oliveira (PP) e de seu vice, Wellington de Souza Spineli, além do secretário de administração do município, Aridelson Neto Carneiro.
Conforme o promotor eleitoral, Wessel Teles de Oliveira, o prefeito teria se envolvido em uma doação de um imóvel público localizado na rua 23, setor Glória dos Marinhos II, em troca de votos. O beneficiado seria o senhor Altamar Vargas dos Santos, mais conhecido como Procópio em Nova Glória.