Prefeito de Goianésia é acusado de furar a fila da vacinação contra covid-19

O Ministério Público Federal (MPF) recebeu denúncia de que funcionárias da casa da avó do prefeito de Goianésia, Leonardo Menezes, teriam recebido doses da vacina contra Covid-19 sem integrarem os grupos prioritários da campanha de imunização.

O MPF solicitou a lista de vacinados à secretaria municipal de Saúde, mas até o momento não obteve acesso à relação.

O secretário de Saúde, Hisham Mohamad Hamida, alega que não é possível acessar ou divulgar a lista por estar sob Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).