Giro: deputados pedem antecipação de reforma administrativa e querem que Marconi seja candidato

Coluna Giro informa que “os deputados estaduais da base aliada pediram ontem ao governador Marconi Perillo (PSDB) que antecipe a reforma de seu secretariado para outubro. Como informado aqui, o governador marcou para 1º de janeiro a implantação da reforma administrativa e a nomeação dos novos auxiliares que vão ocupar as vagas daqueles que pretendem ser candidatos em 2014. Na reunião ontem no Palácio das Esmeraldas, os deputados argumentaram que antecipar a reforma do secretariado ajudaria na gestão do Estado. Mas o fato é que querem condições de igualdade para a disputa eleitoral. Marconi disse que as mudanças estão previstas para o fim do ano, mas ia avaliar o pedido. Outro tema foi o projeto que tramita na Assembleia de parcelamento da data-base dos servidores estaduais em quatro vezes. A base governista pede alternativa à proposta. O governador teria descartado pagar integralmente o reajuste salarial, porque o gasto adicional causaria até atraso no pagamento dos salários dos servidores. Dos 25 deputados da base, 22 participaram da reunião no Palácio das Esmeraldas. Faltaram Cláudio Meirelles (PR), Lincon Tejota (PSD) e Gracilene Batista (PTB), mas enviaram as justificativas. Os deputados pediram liberação de emendas para atender suas bases. O governador disse que fará o possível, exceto para shows, vetados para o resto deste ano.”

“No final da reunião no Palácio das Esmeraldas, os deputados pediram ao governador para ser candidato à reeleição. Marconi disse que esta discussão não é o seu foco. ‘O governador acerta ao afirmar que não será candidato em 2014. Ganha maior autonomia até para montar sua próxima equipe’, afirma um deputado da base.”