Somadas, entrevistas de Friboi, Gomide e Vanderlan a O Popular dão quase 7 mil palavras e… nenhuma ideia para Goiás

Impressionante: as entrevistas de Júnior Friboi, Antonio Gomide e Vanderlan Cardoso a O Popular, cada qual falando como pré-candidato a governador, somaram juntas quase 7 mil palavras e – incrível – nenhuma proposta para Goiás.

Todos os três ganharam uma página no mais importante jornal goiano para expor o que pensam, na condição de postulantes ao Governo do Estado. Entretanto, nenhum foi capaz de formular ideias capazes de fundamentar uma candidatura dessa importância. Friboi, Gomide e Vanderlan se limitaram a falar sobre política partidária e nada mais.

Nas três entrevistas, somadas, foram usadas exatamente 6.933 palavras. Bastaria uma pequena parte delas para compor o que se espera de alguém que pretenda governar e representar Goiás. Mas, não. Nem Friboi nem Gomide nem Vanderlan falaram em projetos e se igualaram ao disparar críticas e ataques, até mesmo uns contra os outros.

Três páginas de jornal, quase 7 mil palavras e um deserto de ideias.