Caravanas de deputados e de Dona Iris apenas mostram uma oposição desorientada

As duas caravanas da oposição – a dos deputados estaduais e a exclusiva da deputada Dona Iris Araújo – expressam na verdade métodos antigos e já superados de fazer política.

Os deputados estaduais peemedebistas, em uma articulação confusa e desconexa, da qual o PT se afastou, acabaram definindo como objetivo da sua caravana o contato com os possíveis candidatos da oposição para a disputa governamental de 2014.

Erro grave: os parlamentares vão apenas aprofundar o personalismo na política, reduzindo a questão eleitoral a meros nomes, quando deveriam, isso sim, ouvir a sociedade sobre os projetos e propostas que devem ser discutidos na campanha do ano que vem.

Já a caravana de Dona Iris tem o propósito de instalar telões em praça pública, para rodar trechos da CPI do Cachoeira, que ela própria ajudou a enterrar, sem sequer produzir um relatório final.

Quem é que vai perder tempo, nas praças, para assistir a um besteirol dessa natureza.

Esse pessoal da oposição desandou de vez. Estão desorientados. Sem rumo.