“Os novos marajás”: assim o DM batiza os privilegiados com supersalários na Assembleia

O Popular e o Diário da Manhã entraram firme na apuração das irregularidades praticadas na Assembleia Legislativa, que resultaram na criação, em segredo, de cargos comissionados com salários superiores a R$ 24 mil por mês.

O Hoje também começou nesta sexta-feira a cobrir o escândalo, que passa, assim, a ser a principal pauta política da imprensa diária.

O DM inovou e colocou chamada principal, na primeira página, chamando os privilegiados que foram nomeados para os cargos com supersalários, na Assembleia, de “os novos marajás”.