Após supersalários criados em segredo, deputados suspeitam que mais foi feito escondido

O projeto de resolução legislativa que criou os supersalários na Assembleia teve tramitação normal e foi aprovado por unanimidade pelos deputados presentes tanto na Comissão de Constituição e Justiça quanto no plenário.

O problema é que o real significado do projeto não foi explicado em momento algum e a verdade vergonhosa é que os parlamentares estaduais aprovaram a matéria sem saber o que exatamente estavam votando – confiando genericamente de que se tratava de algo legítimo encaminhado pela Presidência da Casa.

Qual o valor, para a sociedade que os elegeu, de deputados que aprovam matérias importantes se comportando como tontos, ignorando o seu conteúdo? Isso corresponde a assinar documentos sem ler, ou seja, é uma atitude própria de tolos.

Os deputados confiaram no presidente Helder Valin e dançaram. Agora cresce entre eles a suspeita de que há muito mais sendo feito às escondidas na Assembleia.