Fabiana Pulcineli diz que a nomeação de secretários fichas-sujas abre “questionamento moral e não legal” e pergunta: “Por que Iris vive repetindo que não pode errar e está errando dessa maneira?”

A repórter política de O Popular Fabiana Pulcineli disse na manhã desta segunda-feira, em seu comentário diário na rádio CBN Goiânia, que “é muito ruim” a nomeação para a Prefeitura de Goiânia de secretários com contas rejeitadas ou processos por corrupção na Justiça.

Fabiana Pulcineli lembrou que o prefeito Iris Rezende vive repetindo que “não pode errar”, mas acabou lançando mão de figuras controversas para a sua equipe, depois de prometer “escolher os melhores nomes”.

A jornalista considera que a nomeação de secretários condenados pela Justiça é “negativa para a gestão”, mesmo em se tratando de sentenças, até agora, exaradas em 1ª instância e, portanto, tecnicamente fora da Lei da Ficha Limpa, tanto a nacional quanto a municipal.

“Por que Iris vive repetindo que não pode errar e está errando dessa maneira?”, perguntou Fabiana Pulcineli.