Ao Jornal Opção, secretário explica irritação do vereador Clécio Alves com a prefeitura: “perdeu a mamata que tinha Comurg”

As sessões na Câmara Municipal estão sendo marcadas pelos chiliques homéricos do vereadores Clécio Alves (PMDB). Ele reclama que está maltratado pela atual gestão de prefeitura e critica dirigentes da Comurg, que estariam perseguindo funcionários que possuem laços com ele, Clécio.

O Jornal Opção ouviu um secretário de Iris Rezende. O auxiliar foi categórico ao explicar o porquê de tanta revolta por parte de Clécio.

“Já Clécio Alves mantinha 150 comissionados na Comurg, cinquenta a mais do que Izídio Alves. A irritação com o prefeito Iris Rezende tem a ver com o fato de que a mamata foi cortada e, sobretudo, não será restaurada. A força de Clécio era tanta que se dizia que era ‘sócio’ da Comurg”, revelou o secretário.