Além de falar mal de Goiás, o que Caiado, como senador, trouxe pro Estado?

No momento em que o senador Ronaldo Caiado (DEM) radicaliza no discurso de críticas a Goiás, é válido perguntar: além das reclamações e de ataques, o que mais Caiado trouxe para o Estado?

Em vez de somar, o senador atua no sentido de destruir o que está em construção. Dois exemplos: a tentativa de embargo judicial do programa Goiás na Frente e a condenação ao reajuste de 25% no valor das diárias para servidores estaduais que viajam pelo interior a trabalho.

Para alívio dos prefeitos, a ação do senador contra o Goiás na Frente, que paralisaria o repasse de recursos para obras nos municípios já foi engavetada pelo Ministério Público. O motivo: segundo o promotor Eliseu Belo, a base argumentativa da ação é meramente “especulativa” (sim, o promotor usou a palavra “especulativa” no despacho).

Já a perseguição aos servidores é um ato de covardia. As diárias custam, em média R$ 100. E este valor precisa ser suficiente para hospedagem e alimentação. Se o senador um dia precisasse viajar e se sustentar com R$ 100, teria vergonha promover a caçada que ora promove.