Saldo da entrevista de Daniel ao Popular: 18 minutos, zero propostas e uma declaração pró-Temer

Foi um fiasco a entrevista do deputado federal e pré-candidato a governador Daniel Vilela (PMDB) ao site do jornal O Popular, transmitida na tarde desta segunda-feira. Se fôssemos dimensioná-la em números, o saldo seria: 18 minutos, zero propostas, dois ataques ao governo e uma declaração em favor do reprovadíssimo governo do presidente Michel Temer (PMDB).

A entrevista expôs um candidato que tem vento na cabeça. Até para criticar ele tem dificuldade. Com frases pouco convictas, criadas por algum assessor de imprensa iniciante, o deputado ataca na entrevista a quantidade de cargos comissionados no governo e a tentativa de se implantar o modelo de gestão por OSs na Educação pública (algo que, se ele lesse os jornais, saberia que já está fora de questão na atual gestão).

Nos 18 minutos ao lado do jornalista Jarbas Rodrigues, é importante notar também que Daniel não apresenta uma proposta sequer para Goiás. O mais perto que ele chega disso é defender o uso de tecnologia na Segurança Pública e propor uma “política de longo prazo” para equiparar, proporcionalmente, o número de policiais ao número de habitantes em Goiás.

Com desgraça pouca é bobagem, Daniel encerra a entrevista com a defesa apaixonada do governo do presidente Michel Temer (PMDB), que é o governante mais rejeitado da história da nação. O deputado exalta triunfos da equipe econômica e diz que Temer é melhor que Dilma Rousseff.

Uma entrevista para se esquecer.