MPF denuncia Lula em escândalo que envolve duas montadoras sediadas em Goiás: CAOA e Mitsubishi

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou, nesta segunda-feira, o ex-presidente Lula por suspeita de favorecer as duas únicas montadoras sediadas em Goiás por meio de Medidas Provisórias: a CAOA (do grupo Hyundai) e a Mitsubishi.

O MPF afirma que a medida provisória que prorrogou os benefícios fiscais para montadoras instaladas na região centro-oeste foi editada mediante suborno da CAOA e da Mitsubishi. Ambas as empresas, teriam pago R$ 36 milhões em propinas, parte das quais chegaram ao bolso de um filho de Lula.

“Diante de tal promessa, os agentes públicos, infringindo dever funcional, favoreceram às montadoras de veículos MMC [Mitsubishi] e Caoa ao editarem, em celeridade e procedimento atípicos, a Medida Provisória n° 471, em 23/11/2009, exatamente nos termos encomendados, franqueando aos corruptores, inclusive, conhecimento do texto dela antes de ser publicada e sequer numerada, depois de feitos os ajustes encomendados”, afirma o MPF.