Golpe no PP: senador Wilder quer adiamento de 120 dias na eleição para presidente do partido em Goiás

Com o objetivo de dar (mais) uma rasteira no deputado federal Roberto Balestra, o senador Wilder Morais pediu ao comando nacional do PP o adiamento por 120 dias da eleição que vai escolher o novo presidente do partido em Goiás. Haverá confronto entre ele e Balestra pelo comando do diretório.

Para quem sabe ler, pingo é letra: se o senador pediu adiamento, é porque hoje o prospecto da eleição tende a ser mais favorável ao deputado.