Reflexos em Goiás? Maia acusa PMDB e Temer de tratarem DEM como “adversário” e reclama de “facadas nas costas”

Pode ter reflexo em Goiás o desentendimento entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e o PMDB do presidente Michel Temer (PMDB). Em entrevista ao Estadão Broadcast na manhã desta quinta-feira, Maia ameaçou Temer de virar toda a bancada do DEM contra o PMDB se o Palácio do Planalto não cessar o “fogo amigo” não parar de dar “facadas nas costas” do DEM.

o mal-estar se deve ao fato de o PMDB ter filiado, no início deste mês, o senador Fernando Bezerra (PE), ex-PSB. O DEM vinha negociando havia meses a migração do parlamentar e de outros deputados para sua legenda.

“Quando a gente faz um acordo, tem de cumprir a palavra. A coisa mais importante da política é a palavra. Eu já avisei o presidente, isso causou muito desconforto dentro da bancada”, disse Maia. “A gente não pode ficar levando facada nas costas do PMDB, principalmente de ministros do Palácio e do presidente do PMDB”, afirma Maia. Para o presidente da Câmara, o governo e o PMDB têm tratado o seu partido como “adversário e isso poderá refletir na relação da bancada com o Planalto.

Em Goiás, o dono do DEM, senador Ronaldo Caiado, tenta convencer o PMDB a ser o seu satélite na eleição para governador em 2018. Já Daniel Vilela, pré-candidato peemedebista, defende que os dois partidos tomem rumos diferentes.