Crescimento do PIB derruba discurso de terra arrasada da oposição, diz Vitti

O presidente da Assembleia Legislativa, José Vitti (PSDB), afirma que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás é consequência direta do esforço do governo Marconi Perillo, com ênfase para a política de incentivos fiscais, as missões comerciais ao exterior e o volume de investimentos públicos. “A economia goiana, principalmente no que diz respeito aos segmentos da agroindústria e a agropecuária, demonstra pujança e transforma o estado em fronteira avançada de dessenvolvimento no país”, disse.

O PIB de Goiás, que é a soma de todas as riquezas produzidas no estado, cresceu 4,6 vezes mais que a média nacional no segundo trimestre de 2017, confirmando tendência apontada desde o início do ano. Levantamento do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB), da Secretaria de Gestão e Planejamento de Goiás (Segplan), aponta que o PIB goiano avançou 1,4% entre abril e junho, diante do mesmo período do ano passado. No Brasil, a alta foi de 0,3%.

“O desempenho econômico de Goiás é quase 5 vezes maior que média nacional, o que revela que estamos no caminho certo e vamos crescer ainda mais com a estabilização da economia do país”, observou José Vitti, que também é empresário do ramo da mineração.

De acordo com ele, os números são resultados de diversos fatores, entre eles a arrojada política de incentivos fiscais do governo Marconi Perillo, as missões comerciais lideradas pelo governo de Goiás ao exterior, aos investimentos da administração estadual em obras públicas e à força da economia do Estado, com destaque para a agropecuária e a agroindústria.

Ainda de acordo com o IMB, a taxa positiva de Goiás no segundo trimestre foi impulsionada pela agropecuária, que teve um salto de 22,4%, o maior crescimento dos últimos 13 trimestres. Os resultados do setor também estão associados às condições climáticas favoráveis. Em relação ao primeiro semestre, também foi a agropecuária que garantiu uma expansão maior do PIB goiano (1%) que do brasileiro (0%). Nos seis primeiros meses do ano, o setor subiu 14,2% em Goiás, diante do mesmo período de 2016.

“O crescimento do PIB de Goiás joga por terra o discurso da oposição e confirma o dinamismo e a visão de futuro do governador Marconi Perillo. Ele não cruzou os braços diante da crise e, de forma corajosa e com o nosso apoio na Assembleia Legislativa, cortou gastos e promoveu o ajuste fiscal necessário ao nosso estado. Somos hoje exemplo para todo o Brasil”, finalizou.